ok

Como escolher a melhor tecnologia para o seu varejo

Uma das grandes dúvidas dos varejistas quando se trata de implantar tecnologias é justamente por onde começar. Há diversas ferramentas no mercado que tem funções diferentes, algumas delas vão otimizar processos já existentes, outras serão totalmente inéditas e focarão na experiência do cliente, por isso é importante analisar qual a sua necessidade para saber em qual tecnologia começar a investir.

Uma pesquisa de 2015, da Zebra Technologies Corporation, revelou que 72% dos consumidores preferem comprar presencialmente, em detrimento da loja online, por conseguirem analisar o produto fisicamente, verificarem os descontos exclusivos e obterem ajuda de funcionários.

Essa pesquisa mostra o que poucos varejistas estão enxergando. A loja física ainda tem grande poder de influência de compra e apesar das vendas online crescerem bastante, o varejo físico ainda é essencial para o consumidor.

Não à toa surgem cada vez mais tecnologias focada nesse tipo de otimização, a experiência do cliente, o que é muito bem-vinda, principalmente quando uma pesquisa aponta que 87% dos entrevistados acham ruim a comunicação das lojas físicas atuais com seus clientes (antes, durante e após a compra). A pesquisa foi feita pela Gouvêa de Souza em 2015.

Apesar das diversas ferramentas tecnológicas para o varejo físico, segundo o “2017 Retail Vision Study”, da Zebra, hoje apenas 35% dos varejistas investem em sensores que avisam quando um cliente em específico está na loja, 27% customizam a visita de loja e 22% criaram alertas sobre quando um comprador online está no estacionamento da loja para retirar uma mercadoria.

DESCUBRA 5 DICAS PARA AUMENTAR A
PRODUTIVIDADE DA SUA EQUIPE DE VENDAS!

ebook_capital_humano1cta_baixe_ebook_gratis_verde

O impacto das novas tendências tecnológicas no varejo pode ser decisivo para o sucesso do lojista. Algumas das tecnologias ainda não chegaram nas lojas, mas não estão longe de entrarem nas nossas vidas. Saiba como elas mudam a vida do varejista no nosso post aqui no blog.

Por ter um impacto forte, a estimativa é que a adesão de tecnologias no varejo dobre até 2021. De acordo com a pesquisa da Zebra, 75% dos varejistas irão saber quando um determinado cliente está em sua loja, 79% irão customizar a visita de cada consumidor e 71% saberão quando um cliente irá retirar sua mercadoria comprada on-line na loja física (processo de click and collect, por exemplo).

Para que você entenda melhor sobre qual a tecnologia ideal para a sua necessidade, vamos explicar um pouco sobre elas e dar alguns exemplos que já estão sendo adotados em lojas de todo o mundo. Vamos começar pelas tecnologias com foco na experiência do cliente.

Tecnologia para a experiência do cliente

A pesquisa da Zebra Technologies Corporation mostrou ainda que 63% dos consumidores declararam que estão mais abertos a técnicas de “upsell” (a venda de itens mais caros, mas com qualidade superior), quando é prestado bom atendimento. Para melhorar esse atendimento, muito pode ser investido na estrutura da loja.

Essas tecnologias vão fazer com que a experiência de compra seja mais prazerosa, vão dar facilidade para o cliente e atraí-lo até o espaço físico. Elas fazem bastante diferença para que o potencial cliente seja conquistado pelo produto. Abaixo separamos algumas dessas tecnologias que já estão em grandes varejistas no mundo e devem logo começar a se expandir.

Manequins Virtuais

Nesta aplicação, manequins virtuais são acionados pelos clientes removendo um cabide da arara. Os clientes podem então ver os modelos escolhidos em um painel digital que fica dentro da loja, sem a necessidade de recorrer ao provador.

Etiquetas Rfid

Na Ásia, há estabelecimentos cujas etiquetas de identificação por radiofrequência (RFID) fazem o espaço tocar uma música relacionada àquele item que o consumidor está levando para provar. A compra torna-se, assim, uma experiência emocional. E, neste contexto, nenhum comércio online poderá atingir este mesmo nível de experimentação.

Beacons

Esses dispositivos poderão mudar e muito a relação do cliente com o varejo físico. Estes aparelhos enviam via bluetooth notificações sobre descontos ou informações de onde estão certos produtos. Segundo a pesquisa da Zebra, 70% dos lojistas pretendem investir em beacons para marketing baseado em localização.

Conteúdo Baseado No Comportamento E Compras

Muitas empresas podem usar os dados dos clientes para fazer um perfil que as ajude a enviar bons conteúdos para eles. Dicas baseadas no estilo, novidades de promoção naquele setor que aquele cliente faz muita compra. São atitudes mínimas, mas que com ajuda de big data, podem fazer a diferença na hora de conquistar o cliente.

Espelho inteligente

Essa tecnologia permite que a cliente escolha uma peça e o espelho indique outra que pode combinar, ainda deixa o cliente escolher luz, música e cria toda uma atmosfera de experiência para que a pessoa já se imagine usando aquela roupa em alguma ocasião. Mostram uma visão 360° e ainda podem salvar uma imagem para que se compare um look com o outro. É uma ferramenta que mexe com a emoção diretamente.

Se pensarmos nas coisas que mais irritam os clientes segundo os varejistas, essas tecnologias acima poderão melhorar bastante a relação deles com a loja.

DESCUBRA 5 DICAS PARA AUMENTAR A
PRODUTIVIDADE DA SUA EQUIPE DE VENDAS!

ebook_capital_humano1cta_baixe_ebook_gratis_verde

O que mais irrita um cliente? Os varejistas respondem:

Produtos fora do estoque, como prateleira vazia e produtos em locais errados.

Encontrar o mesmo produto mais barato na loja do concorrente.

Não encontrar o produto desejado.

Algumas das tecnologias abaixo não são diretamente para os clientes, mas podem influenciar para que a experiência seja otimizada. Afinal, é necessário que a casa esteja organizada para que as pessoas se sintam à vontade, por isso pensar no operacional também é essencial.

Tecnologias operacionais

Essas tecnologias estão relacionadas à operação da loja, são aquelas que ajudam o lojista a se organizar e traz impacto mais interno do que externo. Aqui podemos dar destaques à softwares, dispositivos mobile, ferramentas online que ajudam a otimizar estoque, treinamento de funcionários, organização de tarefas, gestão financeira e etc.

Mobile para treinamento de colaboradores

Hoje em dia, apesar de ainda classificarmos as pessoas por gerações, os hábitos de cada uma delas se misturou e muitos de nós apesar de idades diferentes, somos adeptos às novas tecnologias. Usar o celular como uma ferramenta para treinar colaboradores pode ser divertido e prático, além de ter um custo menor a longo prazo. Essa tecnologia chama-se mobile learning e já falamos dela aqui no blog. Veja as vantagens que o mobile learning pode trazer.

Sensores para monitorar estoque

Hoje é possível saber exatamente como está seu estoque por meio de sensores e também controle de dados. Isso evita que falte algo, que haja erros de contagem e etc. É uma tecnologia muito prática que otimiza bastante tempo dos colaboradores e do lojista. Essa é uma das tecnologias que já está crescendo bastante e tem tendência de crescer mais ainda. Na pesquisa da Zebra 75% dos lojistas disseram que querem utilizar sensores para monitorar o status do inventário das lojas.

IoT (Internet das Coisas)

Ter dispositivos conectados pode ajudar o lojista a controlar o que acontece na sua loja e com um monitoramento mais rígido, pequenos erros podem ser corrigidos mais rapidamente. Além disso, a conexão é o caminho para que os dados coletados possam virar informações úteis, tanto sobre clientes, como sobre os próprios colaboradores. 73% dos lojistas vão passar a utilizar dispositivos de IoT e monitoramento de rede a partir deste ano.

Agora que você conhece todas essas tecnologias, é só pensar em qual se adapta à sua necessidade. Muitos varejistas já tem um bom sistema operacional, então chegou a vez de investir na experiência do cliente. Alguns ainda precisam caminhar para se organizar internamente, então devem investir em tecnologias operacionais. Uma coisa é fato, a tecnologia cegou no varejo e não tem volta. Quem adere será mais competitivo e terá a chance de sair na frente, e por que não você?