, ,

Autotreinamento via mobile learning: uma nova forma de melhorar os métodos de capacitação

O mobile learning ganha espaço como uma solução educacional inovadora

Cada dia mais as empresas estão se dando conta da importância de ter funcionários capacitados e, por isso, têm investido mais em treinamento. Segundo a pesquisa “O Panorama do Treinamento no Brasil 2015”, realizada pela Associação Brasileira de Treinamento, a ABTD, e divulgada no início deste ano, as corporações investem cerca de R$ 1,38 milhão por ano em treinamento e desenvolvimento.

Outra mudança importante é a presença do EAD (ensino à distância). Aulas presenciais nem sempre se configuram no melhor caminho para funcionários que precisam conciliar trabalho, família, estudos, lazer etc. Neste contexto, tem crescido a importância do m-learning, o consumo de conteúdo educacional via dispositivos móveis. Esse método ainda representa 2% do ensino à distância, segundo a pesquisa, mas já é uma grande tendência para os próximos anos.

O potencial do m-learning é tão grande que já chama a atenção de organizações como o Banco Mundial, a OEA, a UNICEF e a UNESCO, que, além de terem políticas formuladas para o fomento global do m-learning, uniram-se a outras instituições de escopo mundial e fundaram a mEducation Alliance, com objetivo de apoiar o desenvolvimento de aplicativos para tecnologias móveis a fim de estimular o avanço da educação global em países periféricos.

DESCUBRA 5 DICAS PARA AUMENTAR A
 PRODUTIVIDADE DA SUA EQUIPE DE VENDAS!
ebook_capital_humano1cta_baixe_ebook_gratis_verde

No Panorama do Treinamento, nota-se também que o empresário brasileiro está cada vez mais atento à importância da especialização e percebendo que é muito mais vantajoso capacitar seus funcionários dentro da empresa, do que buscar novos colaboradores no mercado que se adequem ao que a organização está buscando.

O Casting da SER é uma solução para gestão de pessoas que integra serviços com o apoio e facilidade do uso de um aplicativo e a sua proposta é também seguir esse novo modelo de treinamento. Com ele os funcionários podem realizar autotreinamentos direto do celular ou tablet, o que é positivo tanto para o aprendizado do profissional, quanto para o empregador. Um empresário que administra 15 franquias e 110 funcionários, por exemplo, reduziu em 20% o tempo investido em treinamento e economizou R$ 532 mil ao longo de um ano.

De acordo com a pesquisa da ABTD, apenas 24% do total de cursos EAD contam com professores, já o autotreinamento lidera o segmento com 76%. Com base nisso, o Casting surge como a ferramenta ideal, que dá liberdade ao funcionário para realizar os treinamentos onde e quando quiser e ao empregador, que economizará com capacitações e terá domínio do conteúdo transmitido.

Para conferir a pesquisa completa, com diversos outros dados, clique aqui.