Padrão de excelência das mulheres executivas

2021-12-13T15:22:49-03:0016 maio, 2011|Estratégia Corporativa|

Falar de diversidade é falar da inserção das mulheres no mercado de trabalho e de um espaço que elas ocuparam e ocupam com maestria. Acompanhe a gente nesse artigo e entenda a excelência das mulheres executivas.

Diversidade é uma palavra que tem rondado os processos de recrutamento e seleção das organizações. E isso se deve ao fato de a diversidade ser fator decisivo para o crescimento da empresa, na medida em que favorece um ambiente de aprendizado constante.

Essa diversidade diz das diferentes culturas, etnias, gêneros, geração além disso, busca promover a inclusão de pessoas portadoras de características que fogem aos padrões estabelecidos por determinada sociedade. O benefício está exatamente na diferença e no quanto ela pode ser promotora de interações que levem à inovação e a construção de novas soluções.

No entanto, mesmo que os benefícios sejam conhecidos e constantemente as empresas sejam questionadas quanto as ações que desenvolvem para garantir a diversidade e inclusão em seus processos de recrutamento e seleção, ela ainda não é uma realidade.

Podemos dizer que vivemos grandes avanços, na medida em que promovemos a conscientização da importância dessa diversidade. Mas a realidade do trabalho ainda está longe do ideal para uma sociedade que valorize a excelência, em detrimento de padrões antigos e que não traduzem a realidade do trabalho.

Nesse artigo queremos especificamente, dar ênfase à inserção das mulheres no mercado de trabalho. Além disso, queremos destacar a excelência das mulheres executivas e sua importância na promoção de um ambiente de trabalho humanizado.

No entanto, para isso, precisamos voltar na história e entender que lugar é esse que as mulheres batalharam tanto para conquistar.

Vamos voltar na história…

Historicamente, o papel da mulher no trabalho sempre foi o do cuidado. Por séculos, a figura masculina predominava nos espaços de negociação e trabalho e a mulher era vista como a responsável pela família e pela casa.

Só no período renascentista as mulheres começariam a assumir atividades predominantemente masculinas, mas ainda assim, sob pseudônimos masculinos. À medida que os anos avançaram, as mulheres foram conquistando novos espaços e demarcando um lugar de excelência dentro das organizações.

Primeiramente nas artes, sob pseudônimos masculinos e após isso, nas fábricas, estabelecendo um novo patamar de qualidade e eficiência.

Certo é que, assombradas pelas comparações aos homens, elas tiveram que se sobressair em cada atividade executada, na tentativa de gerar valor para seu trabalho. Mas, o que poderia ter sido algo negativo, acabou imprimindo uma forte característica ao trabalho feminino: a excelência.

Chegamos ao século XXI, e a mulher assumiu posições que antes eram predominantemente masculinas. Dentro das organizações, a presença feminina tem sido cada vez maior e mais marcante, principalmente em cargos de liderança. Mas o que as mulheres, em posições de alta hierarquia, chamadas de mulheres executivas, tem adicionado de valor ao mercado de trabalho?

A resposta está nas pesquisas

A pesquisa “Os Estilos de Liderança e o Clima das Equipes das Executivas Brasileiras” identificou que as mulheres executivas se destacam como profissionais que buscam o alcance de resultados e altos padrões de excelência. Ela veio de um levantamento composto por uma pesquisa qualitativa com 10 mulheres CEOs e quantitativa com 50 CEOS, além de 225 colaboradores que foram ouvidos sobre o desempenho profissional de 40 mulheres líderes.

Conduzido pela consultoria Hay Group, no ano de 2010, o estudo verificou que as executivas valorizam o relacionamento interpessoal e buscam criar harmonia em sua equipe, incentivando a participação de seus colaboradores.

Certamente, características como estas foram essenciais para apoiar o processo de maior participação do sexo feminino no mercado. Ainda hoje, 11 anos após essa pesquisa, a participação das mulheres executivas no mercado de trabalho, tem sido marcado pela excelência.

Mesmo as mulheres ainda sendo minoria nas empresas, em cargos executivos (57% das companhias não têm mulheres em cargos de alto escalão), elas se destacam como profissionais que buscam o alcance de resultados e altos padrões de excelência.

Em relação aos colaboradores de forma geral, as mulheres executivas demonstram maiores níveis de iniciativa, raciocínio analítico, raciocínio conceitual e busca de informação. Elas ainda se sobressaem nos quesitos impacto e influência, consciência organizacional e liderança de equipe.

Contrate mulheres e promova além da diversidade

Diversidade e igualdade de gênero, são debates diários na gestão de pessoas. Partindo do princípio de quanto mais diversa uma equipe, maiores chances de resultados promissores ela terá. Nesse hiato, surge outra estimativa: a presença feminina em cargos executivos, promovem uma transformação na forma de ver e fazer os negócios.

No entanto, não é só uma questão de diversidade ou de ser uma empresa politicamente correta. A contratação de mulheres executivas e a promoção de um ambiente que favoreça o desenvolvimento delas, traz diversas vantagens.

Dentre essas vantagens, a capacidade de desenvolver empatia e se colocar no lugar do outro. Essa é uma característica fortemente presente nas mulheres e que permite que a empresa seja um local com menor incidência de preconceitos e discriminação às diferenças.

Principalmente no que tange a gestão de pessoas, mulheres executivas tendem a desenvolver seu papel de liderança de forma inspiradora, lançando mão de princípios éticos e valores fortemente defendidos.

Outra característica que salta a frente, no perfil das executivas mulheres é a capacidade de assumir demandas diversas, com facilidade, foco e alto desempenho. Isso sem falar que mulheres executivas tendem a ter tomada de decisão mais assertivas, considerando riscos e benefícios de forma holística.

Criando um ambiente favorável

Certamente, a diversidade é uma alternativa à estagnação dentro das empresas. Através da troca de experiências, é possível promover um ambiente de melhoria contínua, favorecendo a inovação e a antecipação de soluções assertivas.

Dessa forma, investir na presença das mulheres em posições de liderança, é uma forma de promover um ambiente de desenvolvimento e crescimento no negócio.

No entanto, para que esse espaço de diversidade seja promissor, é preciso investir em processos de recrutamento e seleção que valorizem a presença feminina e garantam que elas possam ocupar espaços que anteriormente eram considerados masculinos.

Além disso, a proposta de programas de treinamento e desenvolvimento, focados em liderança, precisam considerar os diferenciais das mulheres. Nesse sentido, o RH precisa investir em programas que valorizem as características das mulheres, e criem um espaço igualitário de crescimento e protagonismo feminino.

ebook cultura organizacional

Concluindo

A diversidade busca a excelência. E em se tratando de excelência, as mulheres executivas se destacam pela facilidade de trabalho em equipe, visão holística do negócio e capacidade de desenvolver novos aprendizados, com foco em resultado.

É preciso ressaltar que não temos aqui nenhuma pretensão de desvalorizar o trabalho masculino ou determinar essas como características predominantemente femininas. Mas consideramos colocar em foco o poder da diversidade e da valorização de uma força de trabalho que vem crescendo de forma exponencial no mercado de trabalho: a força da mulher.

É preciso, no entanto, conscientizar as empresas dessa capacidade feminina de assumir com maestria espaços onde os homens predominavam. E mais que assumir esses espaços, desenvolver com excelência cargos de alta liderança dentro das organizações.

Dessa forma, é preciso que o RH revise seu funil de recrutamento e, juntamente com a liderança, busque identificar possíveis vieses que impedem que mais mulheres sejam contratadas e desenvolvidas para alcançar postos de liderança.

Em suma, quanto mais igualitário for o processo de recrutamento e as ações de treinamento e desenvolvimento, maior força terá o employer branding de sua empresa e maior sucesso seu negócio.

E se você precisa de ajuda para revisar seu funil de recrutamento e implantar outros processos em gestão de pessoas em sua empresa, conheça a SER. Com mais de 25 anos de experiência, somos focados em desenvolver soluções para a gestão estratégica de pessoas.

Entre em contato conosco e conheça as melhores soluções para o RH da sua empresa.

E aí, gostou desse artigo? Após entender as vantagens de ter mulheres executivas em sua empresa, que tal conhecer outros artigos da SER? Basta assinar nossa newsletter e receber os melhores insghts diretamente em sua caixa de e-mails.

Compartilhar este Artigo

Deixar um comentário

Ir ao Topo