4 erros comuns na mensuração de dados do RH

2022-09-08T09:17:27-03:002 janeiro, 2018|Gestão de Desempenho, Talent Management, Tecnologia para RH|

A mensuração de dados do RH deve ser utilizada para tomar decisões estratégicas e otimizar todo o departamento. Mas é preciso saber como fazê-lo adequadamente. Para isso acompanhe nesse artigo algumas dicas.

Estamos na era da informação. Surpreendentemente, todos os dias, as mais diversas informações, notícias e dados passam por nossos smartfones e computadores.

Sem dúvida, são tantas informações que um termo foi cunhado para isso: infoxicação. Esse termo se refere ao quanto somos intoxicados de informações, que nos impede de entender em profundidade a realidade dos fatos.

Dentro das organizações, diferentes informações passam pela gestão de pessoas e se referem desde ao individual de cada colaborador, até o coletivo, do time, da liderança e da própria organização.

Sendo assim, a melhor maneira de analisar essas informações é transformando-as em dados mensuráveis, que permitirão uma atuação assertiva na resolução de problemas.

Dessa forma, a mensuração de dados do RH é algo cada vez mais importante, especialmente para os profissionais que atuam de forma estratégica. As informações consistentes possibilitam tomar importantes decisões, de forma ágil e com exatidão.

Entretanto, conhecer os erros mais comuns desse processo e saber como eliminá-los é uma questão primordial, pois eles podem fazer com que você perca muito tempo de trabalho.

No artigo de hoje, queremos te mostrar os 4 principais erros que podem acontecer na mensuração de dados do RH. Conheça cada um deles e se prepare para a análise consistente de dados na tomada de decisão.

De onde vem esses dados?

Em se tratando da gestão de pessoas, o primeiro passo é entender, de onde extrair os dados. Na verdade, cada processo do setor de recursos humanos, gera um dado.

Só para exemplificar, o registro de ponto de seus colaboradores, gera dados de assiduidade e absenteísmo. Processos de recrutamento e seleção podem apresentar dados de turnover e retenção de talentos. Há ainda dados relevantes na avaliação de desempenho de seus colaboradores, que poderão indicar problemas em seus programas de treinamento e desenvolvimento de talentos.

Dessa forma, quando falamos de mensuração de dados, estamos nos referindo a análise de cada indicador em gestão de pessoas. Essa mensuração é primordial na melhoria de processos do setor de recursos humanos, que influenciarão os resultados do negócio.

A grande questão é como coletar esses dados de forma segura, para uma mensuração confiável? A resposta é o uso da tecnologia, através da contratação de um software de RH.

Certamente, a partir da inserção de informações de seus colaboradores em um sistema, é possível extrair dados mais precisos e completos. Nossa dica aqui é que você conheça a SER HCM, uma solução tecnológica em gestão estratégica de pessoas que permite a emissão de relatórios completos, para a análise, mensuração de dados e tomada de decisão assertiva.

Essa é ainda uma ferramenta que permite a customização de processos, considerando aqueles que sua empresa já possui e respeitando o perfil de seus profissionais da área.

Com esse tipo de ferramenta, a mensuração de dados se torna mais precisa, já que não utiliza apenas a percepção individual da liderança ou dados referente a um único processo do setor de recursos humanos.

Então, o que pode dar errado?

Com toda a certeza, a implantação de uma ferramenta tecnológica em seu RH, permitirá a coleta e a mensuração de dados de forma rápida, tornando a tomada de decisão mais assertiva.

No entanto, a simples implantação desse tipo de solução não é capaz de impedir que existam erros na tomada de decisão, por falhas na mensuração dos dados colhidos.

Dessa forma, queremos de apresentar 4 dicas que ajudarão a mitigar o risco de erros nesse processo.

1- Não contar com o auxílio de um dashboard

O dashboard é uma espécie de painel de controle, que relaciona os diversos dados obtidos em um único lugar. Quando há um painel claro, fica muito mais fácil compreender as informações obtidas para apresentá-las em reuniões estratégicas.

Por isso, na mensuração de dados, é importante contar com um dashboard. Ele será muito útil para arquivar todas as informações coletadas, estruturando e aplicando todas elas na forma de relatórios legíveis e eficientes para toda a empresa.

Claro, contando com um sistema como o da SER, você não precisa montar isso manualmente. Nossa solução SER HCM conta com relatórios completos que fazem o cruzamento das informações do sistema. Esses relatórios fornecem para a empresa uma visão clara dos indicadores de RH, permitindo a análise e tomada de decisão estratégica.

2- Ser inconstante na coleta dos dados

Este é um dos erros mais comuns: a inconstância. Quando um profissional de RH deixa de mensurar os dados obtidos de forma periódica, fica muito mais complexo compreender a relação entre causa e efeito de cada um dos fatores internos e com isso, criar uma linha do tempo.

Só para exemplificar, imagine que os dados estejam relacionados ao nível de produtividade de uma equipe. Quando isso é acompanhado mês a mês, o gestor de RH pode acompanhar o desempenho desse time e depois, em reunião com o líder, analisar as falhas existentes.

Para que esse erro seja eliminado, o profissional do setor de recursos humanos precisa estabelecer metas de acompanhamento. Depois, ele deve se comprometer com seus superiores e líderes de equipe a enviar relatórios de forma periódica.

3- Focar apenas nos números obtidos

Na análise de dados, os números são protagonistas. Entretanto, também é importante analisar o viés qualitativo. Dessa forma, é muito importante que o profissional de RH busque compreender o que acontece dentro de um contexto maior e perceber como isso tem afetado os números. Em suma, é preciso ter uma visão holística.

Sendo assim, suponha que um de seus colaboradores apresente um índice de vendas ruins, abaixo dos seus colegas. É necessário verificar:

  • se há uma razão interna para que isso ocorra;
  • se ele foi realmente bem integrado à empresa;
  • se possui o conhecimento técnico demandado;
  • Se existe uma questão pessoal impedindo uma performance satisfatória.

Quando se trata de gestão estratégica de pessoas, o fator humano precisa estar presente tanto na mensuração de dados, quanto na tomada de decisão. Dessa forma, ao analisar os dados, se preocupe em entender quem são seus colaboradores e de que forma a organização pode apoiar seu desenvolvimento.

Posterior a isso, entenda como anda seus processos de gestão de pessoas e de que forma o clima organizacional está influenciando o desempenho de sua equipe.

4- Deixar de dar feedbacks aos funcionários

Os dados obtidos não servem apenas para compor planilhas com diferentes gráficos e serem apresentados à alta administração. É crucial que também sirvam de base para dar feedback aos colaboradores, incentivando o crescimento da equipe.

Se possível, realize o feedback de forma individual, mostrando os pontos fortes e pontos de melhoria de cada membro do time. Com o auxílio do líder da equipe, busque traçar metas individuais. Isso será um grande salto para toda a empresa.

Mas lembre-se: o feedback não pode acontecer somente na mensuração de dados. Incentivar a prática constante de feedback torna a comunicação interna mais transparente e impacta positivamente o clima organizacional, fomentando uma cultura de melhoria contínua.

Concluindo

Em resumo, esses são os principais erros que devem ser evitados. Então nunca se esqueça de ser constante na coleta das informações, ter uma visão holística e humanizada de seus talentos e principalmente, investir no feedback.

Mas lembre-se: sem o apoio da tecnologia, sua tomada de decisão pode não ser tão assertiva. Afinal, a coleta manual de dados pode impedir que você tenha uma percepção real dos indicadores do seu RH.

A contratação de um software de RH além de permitir a inserção de todos os dados de seus talentos em uma única plataforma, impede que esses dados se percam ou sejam desconsiderados na emissão de relatórios.

Então, se você ficou interessado em conhecer melhor a SER HCM, entre em contato com nosso time de especialistas e solicite uma demonstração. Com certeza, a automação de processos de RH, tornarão a gestão de pessoas de sua empresa mais estratégica e eficaz.

Agora que está por dentro do assunto e conhece os principais erros na mensuração de dados, aproveite para nos seguir nas redes sociais: siga-nos no Facebook e no LinkedIn!

E, se você gostou desse conteúdo, que tal receber toda semana as novidades em gestão estratégica de pessoas? Para isso, basta assinar nossa newsletter e você fica por dentro do melhor conteúdo em gestão de pessoas. Corre lá: é simples, fácil e totalmente gratuito. E você ainda garante que sua equipe esteja sempre antenada as novidades do mundo do RH.

 

Compartilhar este Artigo

Deixar um comentário

Ir ao Topo