Por que as empresas perdem Talentos?

Entender os motivos que levam as empresas a perderem seus talentos é primordial para desenvolver ações que promovam retenção e diminuam os índices de turnover.

A retenção de talentos, certamente, é uma das maiores preocupações da liderança, na gestão estratégica de pessoas. Os motivos para essa preocupação são de fato relevantes, quando analisamos o que uma empresa perde, ao perder seus talentos.

A máxima, muitas vezes propagada pelo mercado de que pessoas são insubstituíveis, não é verdade. Cargos, funções e atividades podem facilmente ser substituídas. Prova disso, são as inúmeras profissões que deixaram de existir com as mudanças sofridas pelo mercado de trabalho pós Revolução Industrial.

No entanto, pessoas excepcionais naquilo que executam, não podem ser substituídas em sua totalidade. Em geral, leva-se bastante tempo para encontrar um profissional no mesmo nível de excelência, ou desenvolver um.

Só para exemplificar, quantos Einstein, Galileu, Lavoisier ou Descartes surgiram no mundo?

Dentro das organizações, não é diferente. Quando um talento se desliga da empresa, leva não só os conhecimentos construídos ao longo da sua jornada, mas parte da cultura organizacional, suas vivências e forma de ver e atuar na equipe.

E cada uma dessas características, são únicas.

Para a empresa, o recomeço tem um preço. E ele não é só financeiro.

A confiança da equipe, o realinhamento das atividades, a substituição que dependerá de muitos processos.

Portanto, outra máxima do mercado, mas que é verdadeira é que o recrutamento mais caro é aquele feito para repor ou substituir um talento que poderia ter ficado.

Mas o que faz os profissionais se desligarem de uma empresa?

Não é só pelo salário. Mas como vamos ver mais a frente, é pelo salário também.

Na medida que o mercado de trabalho mudou, a forma como as pessoas enxergam as relações de trabalho, também mudou.

A princípio os profissionais buscavam estabilidade e crescimento vertical. No entanto, o trabalho deixou de ser uma simples fonte de renda. Os profissionais do presente e do futuro buscam nas relações de trabalho propósito, oportunidade e realização.

Essa busca transformou o ambiente de trabalho em uma extensão de quem os talentos são. Dessa forma, a ausência de alguns fatores, podem ser decisivos para a perda de talentos por parte da organização.

As razões são diversas, mas no artigo de hoje, listamos as mais comuns.

  1. Falta de oportunidades de crescimento e desenvolvimento

Seus talentos desejam sentir que estão progredindo profissionalmente. E isso vai além do crescimento vertical dentro de uma organização.

Em geral, eles buscam em suas carreiras e aquisição de novas habilidades. Dessa forma, se a empresa não oferece oportunidades para o desenvolvimento pessoal e profissional, os talentos tendem a ficar desmotivados e buscar oportunidades em outros lugares.

  1. Salários e benefícios não competitivos

Então, aqui está a questão salarial que falamos lá em cima. E que vai além do salário. Oferecer salários e benefícios competitivos em comparação com outras empresas em seu setor ou região, é primordial para garantir a retenção de talentos.

Uma boa oferta salarial, ou um pacote de benefícios atrativos contribui inclusive para que seus talentos recusem ofertas externas.

Nesse sentido, não basta oferecer o que o mercado oferece. Entender as necessidades da sua equipe e construir benefícios que sejam condizentes com essas necessidades, faz uma enorme diferença.

Inclusive, nem precisa ser uma oferta extensa. É mais interessante oferecer um número menor de benefícios, que façam sentido para sua equipe, que oferecer infinitas possibilidades que sequer serão utilizadas.

  1. Cultura organizacional tóxica

O espaço de trabalho é o ambiente em que seus talentos vão passar a maior parte do dia. Mesmo nas modalidades de trabalho híbrida, o ambiente organizacional estará presente em no mínimo oito horas diárias.

Dessa forma, se a cultura da empresa é tóxica ou não saudável, seus talentos tendem a  ficar estressados ​​ou insatisfeitos. Essa insatisfação, por sua vez, leva à desmotivação e consequentemente ao pedido de desligamento.

O resultado? Índices de turnover elevados, equipe desmotivada, sobrecarregada com as tarefas acumuladas e baixa produtividade.

Dessa forma, investir na promoção de uma cultura organizacional saudável, liderança empática e  construção de vínculos de confiança com a equipe é primordial para evitar a perda de talentos.

Nesse sentido, ações de endomarketing são um excelente apoio para os processos de employee experience da sua empresa.

Guia sobre gestão de pessoas na empresa

  1. Falta de reconhecimento e recompensa

Respeito, reconhecimento, recompensa. Esse tripé é primordial para garantir a satisfação de seus talentos. Quando seus talentos sentem que seu trabalho é valorizado e reconhecido pela empresa, tendem a desenvolver um senso de pertencimento que é primordial para sua retenção.

Dessa forma, a situação inversa é igualmente prejudicial aos níveis de engajamento e produtividade de seus talentos. Se a empresa não oferece reconhecimento ou recompensas dignas, os funcionários podem se sentir desvalorizados e buscar oportunidades em outros lugares.

  1. Falta de equilíbrio entre vida pessoal e profissional

O trabalho deixou de ser uma simples fonte de renda, de sustento. Os talentos enxergam o espaço de trabalho como oportunidade de realização, tanto pessoal, quanto profissional.

Dessa forma, se esses profissionais não têm equilíbrio entre vida pessoal e profissional, tendem a ficar sobrecarregados. A sobrecarga leva à desmotivação, adoecimento e, consequentemente, pode levar a uma alta rotatividade de funcionários.

  1. Falta de alinhamento com os valores da empresa

Ter um propósito no trabalho inclui encontrar na empresa um alinhamento entre os valores desta e os valores pessoais do seu talento.

Em tempos de valorização do Compliance e preocupação com ações em ESG, se seus talentos não se sentirem alinhados com os valores e missão da empresa, muito provavelmente buscarão outras oportunidades.

Dessa forma, o fit cultural é primordial na retenção de talentos. No entanto, além de incluir esse alinhamento no processo de recrutamento e seleção, é preciso que a liderança entenda que responsabilidade social, ambiental e governamental são pautas urgentes que devem fazer parte da estratégia do negócio.

  1. Oportunidades melhores em outras empresas

Por fim, e não menos importante, seus talentos podem encontrar oportunidades melhores em outras empresas.

Dessa forma, a atenção a gestão estratégica de pessoas e a criação de oportunidades dentro do espaço organizacional, é primordial para garantir não só a retenção, mas a atração de talentos no mercado.

Certamente, investir na satisfação dos profissionais que você já possui, é o primeiro passo para fortalecer sua marca empregadora e transformar sua empresa em um imã de talentos.

Por onde começar a mudança?

Comece implantando uma gestão estratégica de pessoas.

Investir na automatização de processos do RH é primordial para que sua equipe disponha de tempo para atuar na gestão do capital intelectual da organização.

A tecnologia pode facilitar a operacionalização do setor, na otimização de processos, emissão de relatórios, análise de dados.

Com isso, a equipe de RH fica disponível para cuidar daquilo que as pessoas fazem com excelência: de outras pessoas.

Certamente, o melhor caminho é poder contar com uma consultoria e softwares de recursos humanos que irão facilitar o trabalho da sua equipe e te ajudar a promover a mudança cultural que sua organização precisa.

Sendo assim, que tal conhecer nossa solução SER HCM? Com 30 anos de atuação e experiência, a SER tem como foco o desenvolvimento de soluções em Gestão Estratégica de Pessoas. Junto com seus gestores, a SER desenvolve processos customizados a necessidade de sua equipe, buscando o crescimento de excelência e o desenvolvimento de equipes de alta performance.

Para entender melhor, entre em contato conosco e solicite uma demonstração. Nosso time de especialistas está pronto para te auxiliar nessa jornada.

Quer saber mais sobre Gestão estratégica de pessoas e como a tecnologia pode transformar o setor de RH da sua empresa? Aproveite para nossa Newsletter. Toda semana tem conteúdos novos diretamente em sua caixa de e-mails.

E se você quiser mais dicas e ficar por dentro de todas as novidades da SER, dá uma olhadinha lá no LinkedIn, Instagram e Facebook. Nossa equipe está sempre em busca de novidades para sua empresa

Compartilhe esse Artigo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Search
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Útlimos Artigos

Newsletter

Increva-se na nossa Newsletter e fique por dentro das novidades do mercado!