Como escolher os melhores benefícios para sua equipe?

2022-05-13T10:55:42-03:009 maio, 2022|Gestão de Pessoas|

Ter um pacote de benefícios atrativo é um diferencial na retenção de talentos e satisfação dos colaboradores. E nesse artigo, queremos te mostrar como escolher os benefícios certos para sua empresa.

Certamente, na gestão de pessoas, ter uma equipe formada por talentos é o desejo de toda liderança. Afinal, quanto maior o desempenho dos colaboradores, melhor o resultado da organização, menores custos com retrabalhos, melhores índices de qualidade, maior retorno financeiro.

Dessa forma, o setor de recursos humanos é desafiado todos os dias na construção de um ambiente organizacional que não só se torne objeto de desejo dos talentos disponíveis no mercado, como também propicia a retenção dos talentos que a empresa já tem.

E quando nos referimos a desafio, é realmente isso. Afinal, o mercado de trabalho vem sofrendo constantes transformações. Transformações essas que são motivadas, em sua maioria, pelas mudanças no próprio perfil dos profissionais. Há alguns anos bastava estabilidade no emprego e um salário razoável, para que as empresas tivessem a garantia de retenção de bons profissionais.

Hoje o cenário é outro…

Bons profissionais buscam possibilidades. Da atuação em empresas com garantia de crescimento e desenvolvimento, oportunidade de participação ativa nas tomadas de decisões, ambiente colaborativo e ao mesmo tempo desafiador, até oportunidades de ganhos financeiros e pacotes de benefícios atrativos.

E, em se tratando de pacotes de benefícios, eles são, em sua maioria, um dos maiores motivos para atração e retenção de talentos nas empresas. Quer saber o motivo e como montar um pacote de benefícios atrativo para sua equipe de talentos? Acompanhe com a gente esse artigo.

A relação benefício x motivação

Se o desafio é atrair e reter talentos, essa retenção se inicia na motivação desses talentos. Dessa forma, o setor de recursos humanos precisa considerar que, apesar de motivação ser algo intrínseco, é preciso propiciar um ambiente que estimule essa motivação.

A relação motivação e produtividade já é bem conhecida pelos profissionais de recursos humanos. Sabendo que, na medida que essa motivação é estimulada, aumenta a produtividade e o engajamento dos colaboradores.

Mas que relação existe entre benefícios e motivação?

A resposta é simples: oferecer um pacote de benefícios que faça sentido para os colaboradores, faz com que eles entendam a preocupação da empresa com o bem-estar de seus profissionais. Logo, eles se sentem pertencentes a essa organização e com isso se tornam mais engajados e motivados a alcançar resultados promissores para ela.

Ou seja, oferecer benefícios além do salário contratual é uma excelente ação de endomarketing, que garante não só a satisfação, como a motivação, produtividade e retenção de seus talentos.

Isso quer dizer que para a empresa os ganhos vão desde a diminuição dos índices de turnover, maior qualidade dos resultados, melhora do clima organizacional e maior satisfação dos clientes.

Opa! Então vamos contratar mais benefícios!

Calma! Não adianta sair correndo e contratando benefícios aleatórios para sua equipe. Primeiramente é preciso entender que existem diferentes tipos de benefícios e nem todos vão fazer sentido para o perfil da sua empresa ou da sua equipe.

Em primeiro lugar existem os benefícios obrigatórios, que são aqueles que estão previstos na CLT ou na Convenção Coletiva de Classe. E vamos combinar que o nome já diz que eles são obrigatórios, né? Portanto, não geram nos colaboradores a imagem de uma empresa que se preocupa com eles.

No máximo fortalece a imagem de uma empresa legalmente responsável.

Entre esses benefícios estão: horas extras, 13º salário, FGTS, vale transporte, férias remuneradas e adicionais noturno e de insalubridade. E ainda, aqueles acordados no contrato de trabalho ou que fazem parte das convenções coletivas.

No entanto, se o que sua empresa busca é brilhar os olhos de seus colaboradores, é preciso buscar pelos benefícios não obrigatórios. Esses benefícios são concessões que a empresa faz buscando o encantamento da equipe. E entre eles existem diversas possibilidades: plano de saúde e/ou odontológico, vale combustível, vale cultura, PLR, dentre outros.

Para escolher dentre eles aquele que fará diferença na motivação da equipe, é preciso primeiro, entender quais as expectativas dessa equipe.

Recrutamento e seleção

E isso começa por onde?

Entender a expectativa e o perfil dos seus colaboradores começa entendendo quem é essa equipe e o que ela busca no mercado de trabalho. Para isso, você pode usar os dados que já possui no sistema para entender o perfil dos colaboradores: faixa etária, interesses em cultura ou novos aprendizados, entre outras variáveis.

Nossa dica aqui é você usar a plataforma SER HCM, já que através dela é possível montar tanto o dossiê profissional, para entender o perfil do seu colaborador, quanto aplicar avaliações, para entender suas expectativas, que é nossa próxima indicação.

Conforme nós falamos, o perfil dos profissionais que estão chegando no mercado de trabalho, mudou. E, portanto, entender as expectativas desses profissionais é muito importante na oferta de benefícios.

Só para exemplificar, uma empresa formada por profissionais jovens, que buscam crescimento e realização profissional, antes da formação de uma família, dificilmente conseguirá retê-los oferecendo um auxílio creche!

É bem possível que essa equipe se sinta mais motivada se a oferta por vales cultura, PLR ou incentivos educacionais.

Portanto, o RH tem a missão de colher dados, analisar e entender o perfil da equipe, para nortear a empresa na escolha dos benefícios.

Dessa forma, vale aplicar avaliações e pesquisas que permitam que esse setor entenda quais são as expectativas da equipe. Não dá para o RH acreditar que sabe o que a equipe precisa, sem dar a eles a oportunidade de falar.

E, claro, é preciso também conhecer as melhores práticas do mercado e as ofertas da concorrência. Afinal, se o que a empresa busca é a retenção de talentos, é preciso entender o que faz a “grama do vizinho ser mais verde”.

Pense nas possibilidades

Um fator muito importante a ser considerado é a diversidade. Afinal, quanto mais diversa for sua equipe, maiores chances de construção de novos conhecimentos e crescimento profissional da equipe.

No entanto, esse pode ser um motivo que dificulte a escolha de um benefício, certo? Errado!

É possível montar pacotes de benefícios flexíveis e que satisfaçam as expectativas de grande parte da equipe. Dessa forma, ao identificar o perfil dos seus colaboradores, busque pensar em quais benefícios fazem mais sentido para eles.

Por exemplo, plano de saúde e ou odontológico em geral, atraem todos os perfis de colaboradores. Mas alguns deles podem preferir um incentivo para cursos de graduação ou uma língua estrangeira, enquanto outros preferem descontos em viagens ou em supermercados.

A ideia aqui é escolher alguns benefícios, e permitir que a equipe monte seu pacote. A vantagem? Mais um ponto para a satisfação do colaborador, outro para o engajamento, um pontinho para a motivação e olha lá o clima organizacional melhorando…

No entanto, isso não é uma regra. Se oferecer pacotes flexíveis ainda não é uma possibilidade para sua empresa, tente ao menos, oferecer benefícios que sejam do interesse da equipe. E para saber quais, a resposta é muito simples: pergunte!

Envolva seus colaboradores, permitam que eles participem ativamente da escolha e diminua os riscos de insatisfação. Dessa forma, sua empresa estimulará a participação de todos, aumentando o sentimento de pertencimento dos colaboradores.

É bom lembrar que benefícios geram algum custo para a empresa. Nesse sentido, oferecer benefícios que se tornarão obsoletos, será apenas desperdício.

Concluindo

Em suma, deu para a gente perceber que oferecer benefícios que fazem sentido para o colaborador é uma estratégia não só de atração e retenção de talentos, como também de motivação e produtividade.

Nesse sentido, é preciso entender as expectativas deles e conhecer as melhores práticas do mercado. Tudo isso, claro, alinhado à realidade da empresa.

Certo é que, muitas vezes não será a quantidade de benefícios que fará a diferença. Talvez, se a escolha for bem estudada, um ou dois benefícios não obrigatórios, somados aos obrigatórios, podem fazer total diferença na motivação da sua equipe.

Entendeu direitinho as vantagens de oferecer benefícios que estejam alinhados as necessidades e expectativas da sua equipe? Então entre em contato com a nossa equipe e entenda como a SER HCM pode ajudar sua empresa a levantar essas informações e tomar a decisão mais assertiva.

E se você achou que esse artigo era tudo que o seu RH precisava para começar um trabalho estratégico na gestão de pessoas, não deixe de assinar nossa newsletter e receber direto em seu e-mail, outros materiais como esse.

Compartilhar este Artigo

Deixar um comentário

Ir ao Topo