Contratação de novos talentos: com ou sem experiência?

2022-07-05T14:56:48-03:004 julho, 2022|Gestão de Pessoas, Gestão de Talentos|

A contratação de novos talentos sempre levanta uma dúvida para os gestores: contratar pessoas com ou sem experiência na área? Acompanhe nesse artigo as vantagens de cada um deles.

Ter uma equipe formada por pessoas altamente performáticas certamente é o sonho de todo líder. Afinal, é o time coeso, bem-preparado e engajado que determinará o sucesso do negócio e o crescimento da empresa.

No entanto, a formação dessa equipe passa por diversos obstáculos. Alguns deles tendem a ser vencidos no processo de atração desses talentos. Nesse sentido, iniciativas de employee experience e employer branding, em geral, são excelentes formas de atrair a atenção dos talentos.

Com as mudanças no mercado de trabalho, saem na frente as empresas que se empenham em criar a melhor experiência para o cliente interno.

Parte das ações que determinará a formação de uma equipe de excelência será de responsabilidade da liderança. A chamada liderança inspiradora é quem direcionará a equipe ao desenvolvimento e ao alcance do sucesso.

Por outro lado, existe no setor de recursos humanos uma parte da responsabilidade na seleção dos perfis corretos, que se tornarão o capital mais importante da organização: o capital intelectual.

Assim sendo, as ações do RH voltadas a esse desafio começam já na contratação. Sempre existe a dúvida se na contratação existe maior vantagem em contratar profissionais com expertise na área ou possibilitar o desenvolvimento de profissionais sem experiência.

Quer entender qual a vantagem de cada contratação? Acompanhe com a gente esse artigo.

Profissionais do mercado: experiência que soma

Quando se trata de contratação, é muito comum perceber que as vagas limitam os candidatos a um prazo mínimo de experiência na área. Algumas chegam a solicitar experiência sólida em uma determinada ferramenta.

Isso se deve ao fato de que profissionais com prévia experiência em sua área de atuação exigem menos treinamento específico e podem atuar como mentores para outros colaboradores. Além disso, o profissional com maior experiência possui uma maior rede de networking, possibilitando com isso maiores interações da empresa com o mercado.

Principalmente quando se trata de posições estratégicas, a contratação de profissionais já experientes na área é bem relevante. Podemos afirmar que essa experiência contribui para o aprimoramento de processos, alinhamento com as práticas do mercado, além de promover o desenvolvimento da equipe.

Dessa forma, esses profissionais trazem em sua bagagem, uma expertise capaz de identificar os pontos de melhoria nos processos com maior facilidade. Além disso, são capazes de motivar a equipe com a disseminação de novas ideias e novas perspectivas.

Sem dúvida alguma, profissionais experientes, desenvolveram a capacidade de atuar em diferentes contextos, adquirindo conhecimento e prática. Isso os capacita a liderar equipes, tomar decisões estratégicas e até atuarem como mentores de profissionais mais jovens.

Ou seja, quando a empresa busca liderança, maturidade e aprimoramento de processos, o profissional com expertise em sua área de atuação, é a melhor escolha na contratação.

Profissionais sem experiência: formando um time de talentos

Por outro lado, a contratação de profissionais sem experiência não pode ser vista como algo negativo. Pelo contrário, existem sim algumas vantagens em oferecer oportunidades para aqueles profissionais que estão chegando no mercado de trabalho.

Ah, não estamos falando aqui somente de profissionais recém-formados ou jovens. É preciso incluir aqui os profissionais em transição de carreira, que ainda não tiveram a oportunidade de atuar na nova área de pretensão.

Recrutamento e seleção

A verdade é que tantos profissionais em transição, quanto recém-chegados no mercado estão sedentos de conhecimentos e buscam uma oportunidade de mostrarem seu valor. Podemos dizer que esses profissionais são mais maleáveis e em geral, não possuem vícios do mercado. Ou seja, podem ser moldados pela cultura organizacional com maior facilidade e com isso, carregarem o DNA da empresa.

Além disso, profissionais sem experiência estão carregados de energia e com isso, acabam oxigenando a equipe com sua vontade de “fazer acontecer”.

Portanto, na mesma medida que profissionais seniores podem atuar como mentores, profissionais sem experiência, mesmo sendo mentoreados, acabam por impactar positivamente a equipe com sua energia e busca por resultados.

Ou seja, a contratação de talentos sem experiência é sim bastante benéfica para a empresa. Afinal, com processos bem estruturados, liderança inspiradora e oportunidades, o profissional sem experiência pode se tornar um talento exponencial.

Claro, para que isso aconteça, é preciso, antes de mais nada, que haja alinhamento de valores com a empresa e a equipe. Como diz Peter Schutz: “Contrate caráter, treine habilidades”.

Mas então, qual deles contratar?

Pois é, ficou uma dúvida né? Afinal, nós falamos aqui das vantagens de contratação de dois perfis de profissionais bem diferentes. Mas a resposta é bem simples: aposte nas duas!

É isso mesmo!

A diversidade pode ser a solução para a formação de uma equipe de alta performance. Portanto, não é preciso escolher só profissionais com experiência ou o contrário disso. Até porque imagina uma equipe formada somente por profissionais superexperientes? Será que caberia espaço para novos aprendizados e inovações?

Sendo assim, é importante avaliar cada contratação de acordo com o perfil da vaga. Vagas mais estratégicas pedem profissionais com algum tipo de experiência na área. Já que em geral, essas funções exigem análise crítica de processos, liderança de equipe e tomada de decisão.

Já funções menos estratégicas, permitem a contratação de profissionais sem experiência, e com muita vontade de aprender.

O mais importante é que sua empresa tenha um bom plano de desenvolvimento, que permita que esses talentos alcancem todo o potencial que são capazes. E claro, esse plano de desenvolvimento precisa alcançar tanto os mais experientes, como aqueles que acabaram de chegar.

Concluindo

Em resumo, formar times que vão fazer a diferença na história da organização e no sucesso do negócio passa pelo obstáculo da contratação certa. Pode ser que ela não seja realizada na primeira tentativa, mas cada nova contratação serve como aprendizado para o setor de recursos humanos.

Na decisão de contratação de profissionais com ou sem experiência, é preciso que esse setor esteja bem alinhado quanto as expectativas e necessidade da empresa e da liderança. Uma comunicação transparente e com perfil de vaga bem alinhado, faz toda a diferença no sucesso dessa contratação.

E claro, poder contar com a tecnologia, para garantir um funil de recrutamento eficiente, também faz a diferença. Sendo assim, que tal conhecer as soluções para gestão estratégica de pessoas da SER? Com mais de 25 anos de experiência, somos especialistas em oferecer a solução certa, para transformar a gestão de pessoas da sua empresa.

Quer saber como? Entre em contato conosco e solicite uma demonstração.

E se você quer ficar por dentro de todas as novidades em gestão estratégica de pessoas, não perca a oportunidade de assinar nossa newsletter. Toda semana tem conteúdos novos por aqui e na sua caixa de e-mail.

Compartilhar este Artigo

Deixar um comentário

Ir ao Topo