Gestão de Pessoas: Conheça seus processos, objetivos e vantagens

2022-07-28T09:56:15-03:0021 dezembro, 2020|Gestão de Pessoas|

Fazer gestão de pessoas está além de gerir os processos relacionados ao capital humano da empresa. Acompanhe nesse artigo do que se trata essa gestão e quais suas vantagens para o sucesso do negócio.

Não é possível explicar Gestão de Pessoas em um único conceito. Não existe uma única definição. Mas existe um contexto por trás desse tema que tem sido recorrente nos encontros de gestores pelo mundo afora.

Quando falamos em gestão de pessoas, deixamos de lado a gestão de processos, para investir na criação de propósito para as pessoas que compõe o time. Essa é uma tarefa que une profissionais de recursos humanos e liderança.

No entanto, a gestão de pessoas não ignora processos. Ela administra processos e gere pessoas.

Mas, para entender a fundo o que é Gestão de Pessoas, e como chegamos nesse modelo focado no capital humano das organizações, precisamos entender onde tudo começou.

Acompanhe com a gente.

Década de 20 e a Revolução Industrial

A substituição do trabalho manual pela era das máquinas trouxe o homem para o centro das preocupações das empresas. Controlar a produtividade e fazer com que as pessoas gerem mais lucro para as organizações, passou a ser o foco da liderança.

Sendo assim, surge nesse período a Administração de Recursos Humanos, ou o conhecido setor de Recursos Humanos, com a responsabilidade de estruturar as relações entre empregado e empregador.

Seu principal foco era a remuneração. Por outro lado, seu desafio era gerar produtividade em um ambiente de trabalho dominado pela imposição às máquinas, sem nenhum tipo de trabalho criativo ou participação ativa do colaborador no desenvolvimento de suas atividades.

Só uma década mais tarde, a psicologia entraria no chão de fábrica, a partir dos estudos de Elton Mayo em Haltworne, para discutir a influência direta que existe do trabalho participativo e a motivação do empregado. Mas foi a Segunda Guerra Mundial que abriu espaço para uma nova forma de ver as relações de trabalho dentro das empresas.

Década de 90 e a Gestão de Pessoas

Com a globalização e os avanços em tecnologia, surge na década de 90, a era da Gestão de Pessoas. A área de Recursos Humanos em sua função de staff, ganha a partir daí diferentes nomes para representar um novo espaço e configuração da área. O setor de Recursos Humanos, antes, focado em remuneração e controle de produtividade, como resultado, ganha funções mais especializadas como recrutamento, seleção, treinamento e desenvolvimento de equipes.

No entanto, as pessoas, vistas pela organização como Recurso Humano eram padronizadas, inertes. Acreditava-se que elas precisavam ser administradas. E essa administração envolvia o controle sobre suas atividades e o planejamento disto por parte da empresa.

Sendo assim, elas faziam parte do patrimônio físico e podiam ser contabilizadas patrimonialmente.

Hoje, em pleno século XXI, com tantas mudanças nas relações de trabalho, soa estranho dizer que as pessoas eram contabilizadas patrimonialmente, né? A verdade é que todas as mudanças transformaram a forma com que a empresa vê as pessoas.

Ou seja, ao longo do tempo, muita coisa mudou…

Mas o que mudou na verdade?

Certamente, os investidores e acionistas eram a prioridade número um das organizações.

Toda a organização da empresa era voltada para gerar resultados que atendessem as demandas deles. No entanto, essa prioridade nos últimos anos vem sendo substituída por uma visão sistêmica, em que as pessoas que trabalham em uma empresa são vistas como participantes e decisivas para sucesso desta empresa. Como resultado, passaram a ser vistos como parceiros, que garantem vida e dinamismo à organização.

Vistos como parceiros eles se tornaram fornecedores de conhecimento, habilidades, competências. Sendo assim, com sua inteligência e capacidade cognitiva e emocional dão significado e direção aos objetivos da organização agregando valor ao negócio.

Em resumo, Gestão de Pessoas é então, uma evolução conceitual dos Recursos Humanos.

É a forma humanizada que se usa para:

  • encontrar pessoas que atendem o perfil desejado pela empresa,
  • quanto se paga,
  • como se monitora e avalia desempenho,
  • como deixá-los satisfeitos,
  • como capacitá-los.

Tudo isso considerando essas pessoas como parceiras de negócio, e não mais como simples patrimônio físico da organização. Parte inferior do formulário

E quais são seus principais processos da gestão de pessoas?

A Gestão de Pessoas possui diversos processos que estão interligados e conectam todos os setores da empresa. Por isso, todos são de igual importância e primordiais para alcançar o objetivo final que é desenvolver uma equipe de alta performance. Aqui, vamos te apresentar alguns desses processos:

1 – Desenho de cargos

Em primeiro lugar, o desenho de cargos consiste em discriminar as atividades desenvolvidas por cada colaborador e o nível hierárquico. É daqui que sairá o perfil desejado pela empresa para executar determinadas tarefas. Afinal, ele irá discriminar as atividades e, também, as habilidades necessárias ao desenvolvimento delas.

2 – Carreiras

Nesse processo o Setor de Gestão de Pessoas vai definir a progressão da pessoa dentro da organização. De que forma ela poderá ser promovida e até onde pode chegar.

3 – Recrutamento e seleção

Depois de terminados os dois primeiros passos, tendo em mãos o cargo, perfil desejado e possibilidades de crescimento, é hora de recrutar e selecionar os talentos mais promissores. Aqui, a empresa lançará mão do funil de recrutamento, para desenvolver esse processo de maneira assertiva e eficiente.

4 – Avaliação de desempenho

Talento contratado é preciso medir e planejar seu desenvolvimento. A avaliação de desempenho é uma ferramenta essencial para acompanhar o desempenho da equipe e corrigir eventuais vícios. No entanto, não basta avaliar. Dentro desse processo ainda estão inclusos feedback, PDI e até outros processos de acompanhamento de performance do colaborador.

5 – Treinamento e desenvolvimento

Não basta contratar prováveis talentos. Por isso, é preciso treiná-los, desenvolve-los e garantir que eles alcançarão seu potencial máximo. Afinal, quanto mais domínio uma equipe tem de suas atividades, maior sua produtividade e mais ela é capaz de gerar resultados promissores para a organização.

6 – Qualidade de vida no trabalho

Esse processo consiste em desenhar as relações interpessoais de forma a deixar as pessoas satisfeitas. É uma área nova em Gestão de Pessoas, que se mostra primordial para assegurar uma marca empregadora.

7 – Remuneração e benefícios

E foi aqui que o RH começou. Mas essa área passou por diversas transformações ao longo dos anos. É por aqui que a organização define quais políticas e estratégias para atrair e reter mão de obra qualificada, benefícios, e participações nos lucros e resultados anuais.

Como dissemos, essas são apenas alguns dos processos da Gestão de Pessoas. Além disso, sua abrangência é muito maior e capaz de gerar um grande impacto em toda a organização.

No entanto é preciso ainda tem o seu objetivo e quais os motivos para implantar na sua empresa esse novo conceito de administração do capital humano.

ebook software para gestão de pessoas

Objetivos da Gestão de Pessoas

Os objetivos da Gestão de Pessoas dependem da missão, visão e valores da sua organização. Sendo assim, baseado nesses princípios, os processos serão desenvolvidos para alcançar o objetivo final da empresa. Dentre os objetivos mais comuns, vamos destacar dez pontos de maior relevância:

  1. Proporcionar maior competitividade e colocar sua empresa entre as melhores da sua área;
  2. Alinhar todos os setores às metas organizacionais;
  3. Garantir que a sua organização tenha pessoas competentes e comprometidas com os resultados;
  4. Aumentar a satisfação das pessoas que fazem parte da sua empresa. Aqui estão inclusos desde os acionistas, trabalhadores e até clientes. Os chamados stakeholders.
  5. Gerenciar a QVT – Qualidade de Vida e Trabalho, de forma a garantir os dois objetivos descritos acima;
  6. Administrar e alavancar mudança organizacional;
  7. Ajudar a organização nas boas práticas de ESG, sendo com isso mais ética e tendo maior responsabilidade social;
  8. Auxiliar os gestores em suas atividades administrativas (PODC – planejar, organizar, dirigir e controlar);
  9. Ajudar a maximizar a produtividade e reduzir custos;
  10. Gerenciar a diversidade cultural e a força de trabalho.

Baseados nisso, podemos concluir que administração de recursos humanos é o modo como a empresa opera suas atividades.

Por outro lado, a Gestão de Pessoas permite a colaboração eficaz dos profissionais em prol dos objetivos organizacionais.

Em suma, a Gestão de Pessoas vai auxiliar a organização a se adaptar as mudanças externas. Sejam elas políticas, tecnológicas, econômicas ou sociais, e mostrá-la como tudo isso pode influenciar sua existência enquanto organização.

Mas por onde eu começo?

Por fim, agora que você já sabe o que é Gestão de Pessoas, seus processos e vantagens, você deve estar se perguntando como melhorar o desempenho do seu setor de recursos humanos e transformá-lo em um setor de Gestão de Pessoas.

Certamente, o melhor caminho é poder contar com uma consultoria e softwares de recursos humanos que irão facilitar o trabalho da sua equipe e te ajudar a promover a mudança cultural que sua organização precisa.

Sendo assim, que tal conhecer nossa solução SER HCM? com 30 anos de atuação e experiência, a SER tem como foco o desenvolvimento de soluções em Gestão Estratégica de Pessoas. Junto com seus gestores, a SER desenvolve processos customizados a necessidade de sua empresa, buscando o crescimento de excelência e o desenvolvimento de equipes de alta performance.

Para entender melhor, entre em contato conosco e solicite uma demonstração. Nosso time de especialistas está pronto para te auxiliar nessa jornada.

E se você gostou do nosso artigo, compartilha nas suas redes sociais.

Aproveite para ficar por dentro de todas as novidades em gestão de pessoas e assine nossa Newsletter. Toda semana tem conteúdos novos diretamente em sua caixa de e-mails.

Compartilhar este Artigo

2 Comentários

  1. […] seus principais desafios e vantagem de substituir o RH Operacional por esse novo modelo de Gestão de Pessoas, que tal encontrar as melhores soluções para te apoiar nessa […]

  2. […] Com essa falta de equipe e de recursos para fazer investimentos em RH, as empresas pequenas podem sofrer com erros em questões burocráticas e equívocos na gestão de pessoas.  […]

Deixar um comentário

Ir ao Topo