O que os funcionários mais valorizam na empresa?

2022-07-08T09:29:12-03:0014 fevereiro, 2017|Estratégia Corporativa|

Entender aquilo que é importante para seus colaboradores é primeiro passo para investir em ações de employee experience. Acompanhe nesse artigo o que os colaboradores mais valorizam em uma empresa.

O que torna a empresa um bom local de trabalho para seus colaboradores? O colaborador é uma das pessoas mais importantes para o negócio, pois é ele quem faz a entrega de resultado e contribui para o crescimento da empresa.

Engana-se o gestor ou líder que pensa que o que ele acha não deve ser levado em conta. As consecutivas mudanças que o mercado de trabalho tem enfrentado nos mostram que o colaborador precisa, cada vez mais, ser participativo no ambiente organizacional. Sua atuação como protagonista de sua carreira, atravessa a empresa e impacta todos os processos ligados à sua posição profissional.

Certamente, quanto maior seu nível de satisfação, maior seu engajamento, sua produtividade e seu resultado.  Isso torna ainda mais desafiadora, para o RH, a tarefa de atuar na gestão estratégica de pessoas. Afinal, não basta administrar processos legais e burocráticos. É preciso que esse setor esteja preparado para encantar o cliente interno e extrair dele todo seu potencial de excelência.

Dessa forma, é importante valorizar cada profissional e saber o que ele deseja da empresa onde trabalha. No artigo de hoje, vamos dar uma “mãozinha” para o RH e trazer algumas dicas sobre o que os colaboradores valorizam na empresa.

Quer entender melhor? Acompanhe com a gente esse artigo.

O que a empresa oferece de tão importante?

A psicologia organizacional e do trabalho considera que é o trabalho que nos torna seres sociais. Logo, o papel da empresa na socialização do indivíduo é muito relevante.  Além disso, é através do trabalho, que o profissional se reconhece enquanto profissional e é ali que ele vai desenvolver habilidades necessárias à sua vida cotidiana e ao seu sustento.

No entanto, partindo desse pressuposto, a empresa só teria que oferecer uma vaga e um salário. Certo? Errado!

Como já dissemos aqui algumas vezes, as expectativas do mercado para a relação empresa x colaborador, sofreu transformações drásticas nos últimos anos. A forma com que as empresas veem seus funcionários, deixou de ser distante e formal, para se tornar mais orgânica, próxima e humana.

Prova disso, é que há alguns anos, a GPTW, uma das maiores consultorias do mundo em governança do capital humano para geração de resultados, divulga anualmente, o ranking das melhores empresas para se trabalhar no mundo. E essas empresas acabam se tornando alvo dos melhores talentos no mercado.

Suas vagas são ferozmente disputadas e sua marca sempre lembrada, quando se trata de exemplos a serem seguidos.

Mas, afinal, o que essas empresas oferecem a seus colaboradores, que as fazem ser a empresa dos sonhos de tantos talentos? Não podemos dizer que existe uma receita de bolo para isso. Mas existem algumas ações capazes de criar conexões entre colaborador e empresa e dessa forma, fortalecer vínculos e promover experiências exponenciais para a equipe.

Comunicação assertiva

Tudo começa na comunicação. Para isso, o setor de recursos humanos precisa vencer os obstáculos de uma comunicação verticalizada, para promover uma escuta ativa e comunicação horizontal na empresa.

Sendo assim, é preciso implantar ferramentas que facilitem essa comunicação e permitam que os colaboradores participem com ideias, sugestões e propostas de melhoria. Além disso, é preciso investir no desenvolvimento de uma cultura de valorização do feedback, permitindo com isso a troca constante de informações entre equipe, seus pares e liderança.

Essa comunicação aberta, sinaliza para o colaborador sua importância para a empresa. Dessa forma, o sentimento de pertencimento o levará a defender e promover sua marca empregadora.

Onboarding

Certamente, a preparação de talentos recém-contratados se torna decisiva para a garantia de rápida produtividade. Além disso, processos de onboarding promovem a manutenção do nível de motivação e a redução da rotatividade durante o período inicial.

Dessa forma, investir em ações de integração dos novos talentos, faz toda a diferença na satisfação do cliente interno. O detalhe é que essas ações impactam tanto os novos colaboradores, quanto os antigos, já que cria um ambiente mais receptivo e colaborativo na empresa.

O interessante é que essas ações de onboarding podem ser feitas de diversas formas.

Palestras

Palestras são boas para disseminar boas práticas, podem atingir um grande público e isso ajuda a reduzir os custos. É importante que sejam dinâmicas, com duração média de 2 horas por seção. Além disso, podem ser realizadas externamente ou mesmo dentro da empresa.

No entanto, utilizadas como ações de onboarding, o ideal é que sejam internas e já coloquem os novos colaboradores em contato com a dinâmica da empresa e seus ambientes.

Dinâmica de grupo

As dinâmicas também são bastante conhecidas nas empresas, principalmente no processo de seleção. Entretanto, elas podem ser usadas também para treinamento e ações de integração dos colaboradores. Trata-se de uma técnica que utiliza a energia e o envolvimento grupal na preparação de pessoas.

Este momento é importante para que o gestor conheça sua equipe e entenda de que forma irá inspirá-la a se envolver com os outros colaboradores. Além disso, é uma excelente oportunidade de observar os perfis e entender como promover o entrosamento do grupo.

Treinamentos

Um dos fatores de sucesso é o investimento em programas de treinamento. O treinamento é entendido como um sinal de que a empresa investe no seu colaborador e acredita na capacidade dele.

Dessa forma, investir em programas de treinamento, além de manter a equipe preparada para os desafios relacionados a função, promove um sentimento de valorização em seus colaboradores.

No entanto, para que os treinamentos sejam eficientes, o RH precisa conhecer a equipe, as necessidades de cada função e as expectativas da empresa.  E, como existem diversos modelos de treinamento, é preciso conhecer, ainda que basicamente, cada um deles.

Certamente, o importante é escolher um que se adapte aos seus ideais, ao seu público e ao formato da sua empresa.

Programas de desenvolvimento

Um dos fatores que mais influenciam a satisfação dos colaboradores dentro de uma empresa, é a possibilidade de desenvolvimento profissional. De forma geral, bons profissionais esperam continuar se desenvolvendo e progredindo na carreira. Contar com o apoio da empresa, faz toda a diferença na satisfação dos colaboradores.

Sendo assim, seguem alguns exemplos de ações em desenvolvimento que podem ser implantadas em sua empresa.

Universidade corporativa

Grandes empresas já investem em universidade corporativa, que é um modelo muito interessante tanto para os colaboradores, como para a empresa.

Nesse modelo de desenvolvimento os alunos desenvolvem meios de alavancar novas oportunidades e entrar em novos mercados. E assim, os resultados impulsionam a organização para o futuro.

ebook cultura organizacional

Workshops

Os workshops são ideais, já que tratam de cursos intensivos em um prazo curto de tempo. Neles, coloca-se em prática as habilidades, técnicas e saberes, fugindo bastante do conhecimento puramente teórico.

Outra vantagem dos workshops é a interação com outros profissionais do mercado, que acaba enriquecendo aa troca de informações e estimulando a criatividade e inovação dos profissionais.

Além disso, os workshops favorecem o desenvolvimento de habilidades tanto técnicas, quanto comportamentais. É possível trabalhar desde o aprimoramento de um processo de trabalho, até o desenvolvimento de soft skills como inteligência emocional, liderança e negociação.

Avaliação e feedback

Outra importante ação das empresas, que os colaboradores valorizam são os processos de avaliação e feedback. Isso porque as oportunidades de crescimento só surgem quando se avalia os funcionários diariamente e conhece suas competências.

Dessa forma, é muito importante que a empresa conte com métricas e indicadores de avaliação para desempenho e competências. Além disso, é preciso que essas avaliações permitam o envolvimento do colaborador através de sua autoavaliação e se possível, a avaliação de pares e liderança, como uma avaliação 360.

No entanto, não basta somente avaliar. Tão importante quanto a avaliação, é o feedback.

Afinal, é através desse retorno que o colaborador irá analisar os dados de sua própria avaliação e identificar seus pontos de melhoria. Em suma, empresas que contam com um processo de avaliação, permitem que seus colaboradores se desenvolvam de maneira contínua.

Coaching e Mentoring

Essas são duas tendências que tem crescido dentro das organizações. A oferta de suportes como coaching e mentoring são bastante valorizadas pelos colaboradores nas empresas. Isso se deve ao fato desses processos investirem no desenvolvimento de talentos de forma mais individualizada e intensiva.

Principalmente no que tange cargos estratégicos, esse tipo de trabalho permite que o profissional alcance níveis de aprimoramento de alto impacto e alcance posições mais altas dentro da organização.

Essa valorização de profissionais dentro da organização, em detrimento da busca por profissionais do mercado, acaba por promover um ambiente de melhoria contínua e aumenta o engajamento dos colaboradores.

Liderança inspiradora

Um líder inspirador é aquele capaz de influenciar sua equipe com uma visão motivadora para o futuro. Em geral, líderes inspiradores acreditam no potencial de sua equipe e os apoia em seus planos de desenvolvimento.

Certamente, essa é uma das características mais valorizadas pelos colaboradores na empresa. Em geral, quando excelentes profissionais se desligam de uma empresa, isso está relacionado a uma liderança deficiente ou despreparada para lidar com os desafios da gestão de pessoas.

Nesse sentido, uma empresa que busca encantar seu cliente interno, precisa investir no desenvolvimento de lideranças bem-preparadas para a gestão do capital humano da organização.

Benefícios competitivos

Por fim, um dos maiores incentivadores de busca pelas empresas dos sonhos, são os pacotes de benefícios. Enquanto a maioria das empresas ainda se prendem aos benefícios estipulados pela CLT ou por acordos sindicais, as empresas com employer branding mais forte investem em pacotes de benefícios diferenciados.

Fazem parte desse pacote desde a oferta de bolsas de estudo, vale cultura, day off e planos de saúde, até a possibilidade de trabalho híbrido ou home office e programas de cuidado integral à saúde, com auxílio terapia e descontos em academias.

Se a palavra de ordem é encantamento do cliente interno, os benefícios diferenciados fazem bem o para casa.

Conclusão

Em resumo, esses são alguns dos diferenciais, que promovem um ambiente de satisfação e engajamento dos colaboradores. Podemos afirmar com segurança, que, em suma, os colaboradores valorizam toda e qualquer ação da empresa que sinaliza sua preocupação com o bem-estar e satisfação deles.

Muito além de salários competitivos, é preciso investir em uma cultura organizacional de desenvolvimento, valorização e reconhecimento do capital humano da empresa.

E para começar com o pé direito, que tal investir em uma solução tecnológica que reúna automação, otimização de resultados e processos customizados às necessidades de sua equipe? Conheça a SER HCM e experimente a eficácia de uma das melhores plataformas de apoio a gestão estratégica de pessoas.

Entre em contato com nossa equipe e solicite uma demonstração.

E se você quer ter o melhor conteúdo de gestão de pessoas diretamente em sua caixa de e-mails, não deixe de assinar nossa Newsletter. Toda semana tem conteúdos fantásticos para sua equipe de RH.

Compartilhar este Artigo

Ir ao Topo