RH x DP: Você sabe a diferença?

2022-09-19T10:13:34-03:0019 setembro, 2022|Gestão de Pessoas|

Tanto RH, quanto DP são setores importantíssimos na gestão de pessoas das empresas. Entenda a diferença e importância desses dois setores nesse artigo.

Será que fazer gestão de pessoas envolve os processos operacionais relacionados a admissão, rescisão, cálculos de férias etc.? E se sim, isso quer dizer então que, já que o RH é o principal representante na gestão de pessoas, é dele a responsabilidade por esses processos?

Mas então, o que faz o departamento pessoal? Ou melhor: departamento pessoal e setor de recursos humanos fazem a mesma coisa?

Certamente essas são dúvidas muito comuns. Afinal, DP e RH acabam se encontrando em alguns processos e seus papéis podem acabar se confundindo.

Aliás, é comum que em algumas empresas, as funções relacionadas ao RH sejam realizadas pelo DP. No entanto, apesar de parecer mais prático, isso se torna um problema para a empresa. A sobrecarga de trabalho aumenta o desgaste da equipe e a falta de tempo, impede o desenvolvimento de atividades estratégicas em gestão de pessoas.

Sendo assim, entender as diferenças e importância desses dois setores é primordial para garantir eficiência de processos e gestão estratégica do capital humano da organização.

Dessa forma, nesse artigo, queremos mostrar qual a responsabilidade de cada um desses setores e qual a importância deles.

Com vocês, o departamento de recursos humanos!

Pois é, era assim que o RH era conhecido a alguns anos. E com esse nome vinha um verdadeiro pavor dos profissionais ao serem convidados a visitar o setor.

Inicialmente o RH se encarregava, sobretudo, dos processos de admissão e desligamento de colaboradores. Dessa forma, a frase mais temida nos espaços corporativos era: “passe no departamento pessoal e assine os documentos de demissão”. Daí a grande confusão entre RH e DP.

Ao longo do tempo, a medida em que as revoluções industriais ressignificaram as relações de trabalho, DP e RH ganharam funções distintas. Esse foi um movimento necessário tanto para a organização dos processos, quanto para a eficiência da gestão de pessoas.

Afinal, por um lado, processos burocráticos são necessários para garantir que a empresa atenda as legislações trabalhistas e fiscais. Por outro lado, o RH tem um papel estratégico no cuidado das pessoas e na relação entre colaboradores e empresa.

O papel estratégico do RH

Na medida que as relações de trabalho foram transformadas pelas revoluções históricas, o RH precisou se distanciar das operações burocráticas e se aproximar da equipe.

Dessa forma, a principal responsabilidade do setor de recursos humanos passou a ser focada em pessoas. E, para isso, ele precisou se transformar em um setor estratégico, atuando como apoio da liderança no desenvolvimento de talentos, promoção da cultura organizacional e manutenção do clima.

Recrutamento e seleção

Suas responsabilidades vão desde a criação da marca empregadora à:

  • atração, recrutamento e seleção de talentos,
  • fortalecimento da cultura e clima organizacional,
  • avaliação de desempenho e ações de desenvolvimento de pessoas,
  • retenção de talentos através de ações de employee experience;
  • definição de plano de carreira, plano de sucessão, cargos e salários;
  • promoção de inclusão, diversidade e responsabilidade social da empresa.

Portanto, a atuação do setor de recursos humanos se concentra nas relações humanas. Dessa forma, o RH passou a ser o responsável por cuidar e desenvolver pessoas, valorizando suas entregas e promovendo entre eles o senso de pertencimento. Com isso, o resultado para a organização é uma equipe focada em resultados, engajada, produtiva e automotivada. Uma receita de sucesso!

DP: ação tática

Se o papel do RH é cuidar das relações humanas dentro da organização, o papel do DP é se ater as questões burocráticas que permitirão que essas relações atendam as legislações pertinentes.

Sendo assim, o departamento pessoal tem ação fundamental no trabalho do setor de recursos humanos. Afinal, enquanto o RH atrai, recruta e seleciona, o DP admite ou reincide os contratos de trabalho.

Além disso, é responsabilidade do DP, setores de:

Admissão

  • registro de profissionais e exames admissionais;
  • organização e arquivo da documentação dos colaboradores;

Compensação

  • gestão de férias e licenças;
  • controle de jornada de trabalho;
  • pagamento de salários, benefícios e gestão de tributos.

Demissão

  • desligamento e cálculos trabalhistas referente a esse desligamento

Sobretudo, o DP tem como responsabilidade realizar atividades burocráticas que fazem parte da relação empresa x empregado.

DP e RH: um trabalho conjunto

Entretanto, apesar de desenvolverem papéis diferentes, é primordial que ambos os setores caminhem juntos.

De forma geral, a cultura organizacional depende do trabalho que ambos os setores executam. Só para exemplificar, se o RH propõe um pacote de benefícios, como estratégia de retenção de talentos, é responsabilidade do DP garantir que os benefícios cheguem aos colaboradores nas datas acordadas. A quebra desse acordo pode ocasionar a insatisfação e com ela, o rompimento do vínculo de confiança entre colaboradores e empresa.

Portanto, a sinergia entre os dois setores é primordial para garantir o sucesso das ações em gestão de pessoas.

Concluindo

Como você pode perceber, apesar de papéis distintos, DP e RH são essenciais para cumprir a missão da empresa e garantir o sucesso do negócio.

No entanto, para que esse trabalho seja realmente eficiente, é preciso estabelecer com clareza os limites e responsabilidades de cada setor. Lembrando que tanto profissionais do RH, quanto profissionais do DP, são colaboradores, e precisam se sentir valorizados e reconhecidos pela empresa, nas posições que ocupam.

Dessa forma, o investimento estratégico e contínuo no desenvolvimento desses profissionais é extremamente importante, para garantir que eles tenham um propósito no trabalho.

Esse propósito impulsionará suas ações, permitindo que suas atividades alcancem os outros colaboradores, criando uma cultura de valorização, reconhecimento e pertencimento profissional.

Quer investir na eficiência da gestão de pessoas da sua empresa? Corre aqui e converse com um dos nossos especialistas! Com mais de 30 anos de experiência no desenvolvimento de soluções para gestão estratégica de pessoas, a SER tem a ferramenta certa para o seu RH.

Investir na automação de processos, permitirá que sua equipe de RH disponha de mais tempo, para atuar de forma estratégica e focada em pessoas.

E se você gostou desse artigo, não deixe de assinar nossa newsletter e ficar por dentro das novidades que chegam por aqui toda semana.

Compartilhar este Artigo

Deixar um comentário

Ir ao Topo