Você sabe o que é reskilling?

2022-05-23T10:11:53-03:0023 maio, 2022|Estratégia Corporativa, Gestão de Pessoas|

Acompanhe nesse artigo do que se trata o reskilling e entenda os benefícios dele para a carreira dos profissionais da sua empresa.

Mundo VUCA, 4ª revolução industrial, pandemia mundial. Você sabe o que todos esses cenários têm em comum? Acertou quem pensou em mudanças.

Esses são cenários que se desenrolaram nos últimos anos de forma síncrona. E essa concomitância de fatores trouxe para o mercado de trabalho uma nova realidade: a necessidade dos profissionais se desenvolverem em suas áreas de atuação, ou planejarem uma transição de carreira.

Certamente, a maioria dos profissionais em algum momento da carreira, já pensaram da necessidade de desenvolver suas habilidades para atender as demandas do mercado. Esse aprimoramento de competências, chamado de upskilling, já é bastante conhecido na gestão de pessoas.

Inclusive, se você quiser relembrar do que se trata, dá uma passadinha aqui, e confere esse artigo que preparamos para você.

No entanto, no artigo de hoje, queremos tratar de um outro assunto, que tem gerado algumas inseguranças nos profissionais: a necessidade de realizar uma transição de carreira.

Essa é uma realidade que já rondava o mercado de trabalho com os avanços da 4ª revolução industrial. Afinal, a tecnologia acabou por transformar as formas de trabalho. Essa transformação, apesar de benéfica no sentido de permitir a junção homem x tecnologia, também trouxe alguns imprevistos, como a extinção de alguns cargos.

E é aqui, que entra o tema do nosso artigo de hoje: reskilling. Quer entender o que é isso?

Acompanhe com a gente.

Tudo se transforma, desde que o mundo é mundo…

Se existe uma verdade absoluta, é exatamente essa aí em cima. Desde que o mundo existe, nada é imutável. A própria natureza evolui e se transforma todos os dias, como forma de sobrevivência no mundo.

Como disse Leon C. Megginson, em 1963, a respeito da teoria da evolução de Darwin: “não é o mais forte que sobrevive, ou o mais inteligente, mas o que melhor se adapta à mudança”. São 59 anos desde que esse professor proferiu a verdade mais atual acerca das mudanças.

Certamente, se observamos o mercado de trabalho e analisarmos os profissionais mais bem sucedidos, nos damos conta que aqueles que alcançaram posições de destaque, foram os que se adaptaram as exigências desse mercado.

E é disso que se trata o reskilling. Em tradução direta do inglês, reskilling significa requalificação. Ou seja, a aquisição de novas habilidades profissionais, que coloquem o colaborador em posição de vantagem, em relação as mudanças do mercado de trabalho.

Essa requalificação pode acontecer tanto por parte do profissional que busca novas possibilidades para sua carreira, quanto por parte do setor de recursos humanos que identifica a necessidade de desenvolver talentos internos, para ocupar novas posições dentro da organização.

Portanto, podemos afirmar que a prática do reskilling, é primordial para os profissionais que querem se manter ativos e em constante crescimento profissional e para o setor de RH que visa a formação de equipes de alta performance.

Lembrando que diferente do upskilling, o reskilling diz de habilidades que são necessárias à uma mudança de carreira.

ebook cultura organizacional

Planejamento para o futuro

À medida que a tecnologia avança, as necessidades de consumo da sociedade mudam e o mercado de trabalho sofre transformações. Provavelmente, nesse momento, você está lendo esse artigo na tela do seu smartfone ou do seu notebook, certo? Quando precisa falar com alguém, possivelmente você faz uma chamada de voz desse mesmo smartfone ou utiliza um aplicativo de mensagens.

São avanços tecnológicos que mudaram nossa forma de consumir comunicação. E na mesma medida, mudaram o mercado de trabalho. Imagine você que lá pelos anos de 1880, alguém dissesse a uma telefonista que em alguns anos sua profissão desapareceria. Qual seria a reação dela? Será que ela se prepararia para as mudanças, ou simplesmente acharia graça dessa previsão improvável?

E os mensageiros, muito utilizados nos períodos de guerra, para levar informações de um front a outro? Será que eles acreditariam que a internet mudaria a velocidade com que as mensagens chegariam ao destinatário?

Essas são funções que usamos aqui só para exemplificar, como o avanço tecnológico pode transformar as profissões. E, portanto, precisamos entender a importância da prática de reskilling.

Sendo assim, podemos afirmar que reskilling é um planejamento para o futuro.

No entanto, não quer dizer que ele só é necessário nos casos de algumas profissões que poderão deixar de existir. Afinal, nossa carreira não precisa ser algo rígido. Todo profissional pode e deve ter uma carta na manga, ou um plano B.

Aliás, como seres em constante transformação, também podemos optar por mudar de trajeto.

Da mesma forma, o setor de recursos humanos precisa acompanhar as necessidades da empresa, as exigências do mercado, a possibilidade de criação de novos postos de trabalho e identificar os talentos que poderão assumir esses postos, traçando um plano de desenvolvimento para eles.

Benefícios do reskilling

Observando tudo isso, fica bem claro os benefícios do reskilling tanto para os colaboradores, quanto para a empresa.

Em meio a tantas mudanças no mercado de trabalho, é primordial para ambos, estarem atentos as oportunidades que surgem.

Portanto, uma empresa que investe no reskilling como parte de seu planejamento estratégico de pessoas, garante uma equipe preparada para as mudanças do mercado. Afinal, ter profissionais prontos para assumirem novas responsabilidades e transitarem horizontalmente pela organização é um diferencial competitivo.

Além disso, promove a retenção de talentos, a partir da oferta de oportunidades de crescimento.

Por outro lado, para os colaboradores, usar o reskilling para se desenvolver profissionalmente, garante o crescimento e a transição de carreira, dentro ou fora da empresa em que atua.

E como o RH pode incorporar o reskilling na empresa?

O RH é um setor totalmente estratégico dentro das organizações. E, portanto, responsável pela formação e manutenção de uma equipe de alta performance. Sendo que, essa formação pode acontecer tanto na atração, quanto na retenção de talentos.

Dessa forma, incorporar o reskilling no planejamento estratégico de pessoas é uma oportunidade de identificar as necessidades de médio e longo prazo da empresa e se preparar para elas.

Para isso, o primeiro passo é o mapeamento de competências que a empresa já possui e quais ela precisa desenvolver. É muito importante que nesse momento, os profissionais de RH olhem simultaneamente para o cenário interno e externo da empresa.

Nesse sentido, analisar as oportunidades e ameaças do mercado, permitirão a identificação das habilidades que a empresa já possui e quais ela precisa buscar, para aproveitar as oportunidades e enfrentar as ameaças.

Logo após, o setor de recursos humanos precisa identificar os colaboradores que estão aptos a serem desenvolvidos. Aqui é interessante que o RH considere as habilidades necessárias às promoções, transições dentro da mesma área e até a criação de novas posições dentro da empresa.

A partir disso, é necessário criar um programa de desenvolvimento que permita que essas habilidades sejam cultivadas na equipe.

Utilize a tecnologia a seu favor

As mudanças ocorrem, principalmente, pelo avanço de novas tecnologias. E são exatamente elas que apoiarão o RH na implementação do reskilling.

Portanto, a escolha de um bom software de RH, faz toda a diferença no planejamento de programas de desenvolvimento e requalificação dos profissionais da empresa.

A partir da análise de dados de perfil dos colaboradores, é possível identificar as habilidades que a empresa já possui. E, com a ajuda da tecnologia, criar programas de desenvolvimento das competências necessárias.

Nossa dica é que você conheça a plataforma SER HCM, da SER. Com mais de 25 anos de experiência no desenvolvimento de soluções para RH, somos especialistas em gestão estratégica de pessoas.

Além das diversas funcionalidades da SER HCM, para tornar seu RH mais estratégico, sua empresa também contará com atendimento high touch, totalmente customizado as necessidades da sua equipe.

Entre em contato conosco e solicite maiores informações.

E se você quer saber mais sobre gestão estratégica de pessoas, não perca a oportunidade de assinar nossa newsletter e ficar por dentro de todos os conteúdos do nosso blog, em primeira mão.

Compartilhar este Artigo

Deixar um comentário

Ir ao Topo