Lifelong learning e a formação de equipes de alta performance

2022-05-30T09:58:57-03:0030 maio, 2022|Capacitação no Varejo, Melhores Práticas|

Acompanhe nesse artigo do que se trata o Lifelong learning e entenda por que esse conceito é tão importante na formação de equipes de alta performance.

Num mundo em constante transformação, é de se esperar que o mercado de trabalho seja impactado por elas. Afinal, o mundo é formado por pessoas, o mercado de trabalho por pessoas e são as pessoas as principais responsáveis pelas transformações.

Principalmente no que condiz as evoluções tecnológicas, são as pessoas, através da inquietude nata do ser humanos, que estão sempre na busca por novas ferramentas e soluções mais aprimoradas.

Nesse sentido, podemos dizer que melhoria contínua é um processo que faz parte do mundo. Seja através das evoluções naturais, ou pela necessidade de aprimoramento humano. Afinal, nossas necessidades mudam todos os dias, e com elas, as soluções que atendam a essas necessidades.

No artigo de hoje queremos falar a respeito da melhoria contínua nos processos de aprendizagem. O chamado Lifelong learning.

Esse é um conceito que trata da busca contínua de aprendizados e aprimoramentos, para atender as necessidades sociais e profissionais das pessoas.

Aqui, queremos falar a respeito de sua aplicação no contexto empresarial e como o Lifelong learning pode apoiar o setor de recursos humanos na formação de uma equipe de alta performance.

Quer entender melhor? Acompanhe com a gente.

Afinal, do que se trata Lifelong learning?

No mundo do trabalho, as hard skills mudam sempre. E essas mudanças também acompanham a necessidade de novas soluções, para novas situações do mercado de trabalho. Se na década de 90, ter curso de datilografia era obrigatório para qualquer profissional se destacar, em 2022, ninguém pergunta a um candidato se ele tem curso de digitação.

No entanto, quase a totalidade de oportunidades do mercado, levarão em consideração o nível de conhecimento tecnológico do candidato.

Certamente você já percebeu que diversas habilidades técnicas que eram essenciais para tornar um candidato elegível a uma determinada função, e com o tempo, deixaram de ser importantes.

Dessa forma, podemos afirmar que a velocidade das mudanças no mercado, transforma as rotinas de trabalho. Portanto, terminar uma graduação e dar por finalizado o processo de aprendizagem é o maior erro que um profissional pode cometer.

Sendo assim, o processo de aprendizagem, dada as mudanças que falamos, precisa acontecer de forma contínua. E é exatamente disso que se trata o Lifelong learning.

Traduzido para o português o termo quer dizer sobre o aprendizado ao longo da vida. Ou seja, o investimento contínuo na aquisição de novos conhecimentos, mesmo após o fim da educação formal.

Há algumas décadas, um profissional graduado, dava por encerrada sua trajetória de aprendizado. No entanto, muitas vezes acabava substituído por outros profissionais recém-formados, já que este possuía conhecimentos mais recentes.

E é nesse sentido que o Lifelong learning busca mudar a relação dos profissionais com o processo de aprendizagem: permitindo a atualização constante de suas habilidades.

Lifelong learning e seus pilares

Como todo conceito que surge no mundo, o Lifelong learning também se baseia em pilares, que o torna tão eficaz no aprimoramento profissional. Entender esses pilares é primordial para que sua adoção seja realmente eficaz e proporcione as vantagens que o conceito promete.

  1. Aprender a conhecer ou ter prazer no processo de aprendizado. Para isso é necessário que o colaborador tenha sede pelo conhecimento. E isso é possível através da curiosidade, pensamento crítico e reflexivo e postura questionadora.
  2. Aprender a fazer, fazendo! É isso mesmo. O aprendizado é um processo que envolve a participação ativa do aprendiz. Dessa forma, um dos pilares do Lifelong learning é a aprendizagem através da vivência.
  3. Aprender a conviver ou a troca de experiências. Essa, com certeza, é uma das razões pelas quais a empresa precisa investir em diversidade e colaboração. Afinal, é através da troca de experiências que novos aprendizados vão sendo construídos ou aprimorados.
  4. Aprender a ser. Esse pilar diz da responsabilidade do colaborador com seu processo de aprendizagem. Apesar do estímulo por parte da empresa ser importante, a decisão de aprimoramento por parte do colaborador, é essencial.

E qual a importância disso?

Baseado no conceito que o Lifelong learning traz, de aprendizado contínuo, podemos afirmar sem sombra de dúvidas, que suas vantagens são imensas.

Aplicado de forma pessoal pelo profissional, o Lifelong learning garante seu diferencial competitivo no mercado, colocando-o sempre em situação de vantagem frente aqueles profissionais que não praticam esse conceito.

Afinal, mesmo diante de mudanças no mercado, profissionais que buscam o aperfeiçoamento contínuo de suas habilidades, estão sempre preparados para essas mudanças.

Por outro lado, no conceito organizacional, quando o setor de recursos humanos investe no Lifelong learning, traz diversos benefícios para a empresa. Entre eles:

1 – Desenvolvimento da equipe

Por si só, essa é uma grande vantagem né?

A prática de atividades de treinamento e aprendizado contínuo, proporciona o desenvolvimento de habilidades que preparam a equipe para as mais diversas situações.

A adoção do conceito de Lifelong learning nas empresas prepara os colaboradores para se anteciparem e corresponderem as mudanças do mercado, da sociedade e do mundo. Ou seja, o desenvolvimento de novas habilidades acompanha as tendências e novidades do mercado através da promoção de uma cultura de aprendizado contínuo.

2 – Estímulo a inovação e criatividade

A aquisição de novos conhecimentos promove o desenvolvimento de uma habilidade muito importante: a criatividade. E essa, por consequência, promove a formação de uma equipe inovadora e sempre disposta a buscar novos caminhos para situações problema dentro da organização.

Podemos afirmar então, que o Lifelong learning é bastante eficaz ao impulsionar a equipe a desenvolver pensamento crítico e novas posturas, através da transformação dos conhecimentos.

3 – Transformação digital

Outra grande vantagem do Lifelong learning é o desenvolvimento de novas ferramentas tecnológicas para levar solução aos novos cenários que surgem no mercado de trabalho.

O incentivo ao desenvolvimento de novas habilidades e aprimoramento das habilidades que o colaborador já possui, acabam por incentivá-lo a aprimorar as ferramentas tecnológicas que já existem ou criar novas.

Dessa forma, o investimento em Lifelong learning dentro das organizações é capaz de impulsionar a transformação digital.

Aplicando o Lifelong learning nas empresas

Certamente, sua empresa já possui alguns processos que são utilizados no Lifelong learning. Afinal, a gestão de pessoas passa pelo treinamento e desenvolvimento dos talentos da organização.

Sendo assim, a aplicação desse conceito, aproveita grande parte dos processos que a empresa já possui. Quer ver?

Investimento tecnológico

Uma das premissas do Lifelong learning é transformação digital. Portanto, investir em tecnologia, propicia um ambiente de inovação e otimização de processos. Além disso, o investimento tecnológico é capaz de dar suporte ao RH, no desenvolvimento de outros processos que fazem parte do Lifelong learning, como avaliações de desempenho, PDI e mapeamento de competências.

Nossa dica, é que você conheça a plataforma SER HCM e ofereça ao seu RH, a possibilidade de inovar na gestão estratégica de pessoas. Com diversas funcionalidades voltadas para GTD, a solução SER HCM pode apoiar sua empresa na aplicação dos princípios de aprendizagem contínua.

Identificação dos pontos de melhoria

Esse é um processo que faz parte da avaliação de desempenho e é o alicerce de outros processos em gestão de pessoas. Portanto, bastante conhecido dos profissionais de RH.

Sendo assim, ao adotar o Lifelong learning, o primeiro passo é a identificação e o mapeamento das habilidades e conhecimentos que serão necessários serem desenvolvidos na equipe.

Lembrando que esses conhecimentos podem ser tanto para atender demandas que já existem na empresa, como para o aproveitando de oportunidades que surgem no mercado.

Para isso é muito importante que o setor de recursos humanos e a alta liderança estejam atentos as tendências do mercado e se antecipem a essas tendências, preparando sua equipe para os principais desafios.

Programas de desenvolvimento

Investir em programas de aprendizagem e treinamento são primordiais para o Lifelong learning. Dessa forma, a empresa precisa criar seus próprios programas ou investir em benefícios como bolsas de estudo e aprendizagem para seus colaboradores.

A principal ação do RH deve ser sempre o estímulo a aquisição de novas habilidades ou o aprimoramento das habilidades que já existem. Portanto, acompanhar a trajetória dos colaboradores é essencial para a identificação de oportunidades que nortearão as ações desse setor.

Além disso, incentivar os colaboradores a disseminar conhecimentos e participar ativamente das situações do ambiente corporativo, podem auxiliar o desenvolvimento de habilidades como pensamento crítico, análise de situações, negociação e solução de conflitos.

Diversidade

Atendendo aos pilares do Lifelong learning, investir em diversidade, propicia um ambiente de troca de aprendizados. Aqui, o aprender a conviver estimula não só o respeito as diferenças, como contribui para a transformação do conhecimento através do trabalho colaborativo e a troca de experiências.

Além disso, investir em diversidade, permite que a empresa trabalhe a responsabilidade social e inclusão, temas tão importantes tanto para uma cultura de aprendizado contínuo, quanto para boas práticas de governança corporativa.

Concluindo

O investimento em Lifelong learning dentro das organizações é primordial para manter as empresas em constante evolução.

Através da disseminação de cultura de aprendizado contínuo, é possível aprimorar a qualidade dos produtos e serviços e proporcionar a formação de equipes de alta performance. E vice-versa.

Além disso, através de ações simples, é possível contagiar os colaboradores e despertar neles o desejo de se aprimorarem e estarem em vantagem competitiva frente ao mercado. É preciso ter em mente que a capacitação e desenvolvimento de pessoas é vantajoso para a empresa. Afinal, pior que perder talentos para o mercado, é manter uma equipe despreparada.

A falta de investimento da empresa no aprimoramento de seus colaboradores, só pode prejudicar a longevidade da própria organização.

Portanto, colocar em prática os pilares do Lifelong learning é uma excelente estratégica de crescimento para o negócio.

Entendeu direitinho as vantagens do Lifelong learning e sua importância para a formação de equipe de excelência? Não perca tempo, a assine nossa newsletter. Toda semana tem conteúdos fantásticos, diretamente em seu e-mail, para transformar a gestão de pessoas da sua empresa.

Compartilhar este Artigo

Deixar um comentário

Ir ao Topo